O dia que saí do face.

Minha resposta a um amigo que pediu para eu não sair:

Demorei a responder por que não sei o que dizer, ou não sei como dizer.
Foi uma decisão difícil porque algumas pessoas - poucas - os afetos como dizes, me prendiam, mas, como na vida, existem momentos de escolha.
Eu não ando bem e é por alguns aqui – no face. Não tem como me livrar, não tem, as pessoas são como são, eu que tenho que aprender a conviver.
Tu sabes que toda a decisão envolve uma escolha, vou sentir falta imensa, mas preciso me cuidar. É isso. Esses afetos estarão para sempre no meu coração porque sou assim. Que Deus te ilumine.
Guarda aquela flor que te dei no dia em que passeávamos no parque e roubei de um canteiro, lembra?


Existem pessoas que são eternas na vida da gente, você é uma delas.

Comentários

Rosemeri Pellens disse…
Ontem compartilhei teu post no face. No que depender de mim continuarás bem lembrada por lá, assim como continuo a lembrar de ti. Sempre estarás no meu coração em um lugar de honra com muito amor. O que mais desejo é que estejas bem onde estiveres e queiras estar.
Deus te abençoe!
Bjk...

Postagens mais visitadas deste blog

O lado bom da vida.

O sentido da vida.

A arte de ser feliz.