Crise de identidade no blog.

Amigos estou em crise de identidade aqui no blog. Não sei a que ele veio. Sou blogueira desde 2007, contudo sempre tive blogs temáticos e agora estou tentando um blog pessoal.
Acho que minha resolução chegou tarde, e também não sei falar de mim na internet ainda que por cima, não sei. Restos de um tempo de muita discrição e decoro, palavras até fora de moda.
Aí gosto de textos mais longos, mensagens bonitas que fazem pensar. Aí também não pode. Andei circulando na internet e tudo mudou.
Hoje temos textos cada vez mais curtos, e muitas, mas muitas imagens. Tudo muito palatável, tudo muito comida pronta, nada artesanal e com alma.
Estou em crise, ou faço o blog como quero sem ter leitores, ou me sinto agredida fazendo imagens com textos muito curtos. Essa definitivamente não sou eu. Por outro lado, ninguém quer um blog para não ser lido.
Por favor, me deixem sua opinião sincera, eu preciso disso.

Obrigada queridos, bom feriado.

Comentários

Rosemeri Pellens disse…
Se o blog não for sua cara, de que adianta. Faça como vc quiser. Se for original, texto mesmo mais longo sempre chama a atenção. Eu tenho percebido que só comentando nos blogs recebo comentários. É meio triste, mas não deixa de ser justo.
Bjk, amiga.
Jeanne Geyer disse…
claro que é justo, também faço visita aos amigos, talvez tenha que aumentar as visitas né? obrigada pelo comentário, valeu, bjs
sandra mayworm disse…
Olá, Jane!
Li seu desabafo e fiquei pensando como é mesmo difícil a gente que vem de um outro contexto de comunicação, de um outro padrão de linguagem, se adaptar a web e tudo muito veloz...Eu escrevo poemas em geral curtos, mas sempre foi assim, procuro dar ideias apenas e deixar que o leitor tire as conclusões...abstraio! Mas quando encontro textos longos que me chamam a atenção, eu leio. Eu não tenho pressa, nenhuma pressa, mas sei que em geral não é assim. Recebo poucos comentários e como disse sua amiga, também recebo quando comento em algum blog. Parece que virou praxe: eu comento no seu e você comenta no meu. Penso que o motivo de tudo seja a monetização dos blogs...
Um abraço!
sandra mayworm disse…
Mas não desanima não, Jeanne! Eu, pessoalmente gosto do seu trabalho. Dos poemas, principalmente.

Postagens mais visitadas deste blog

O lado bom da vida.

O sentido da vida.

Amor sem limites.