A maciez da alma.

Imagem Google.

Sexo verbal não faz meu estilo
Palavras são erros, e os erros são seus
Não quero lembrar que eu erro também
Um dia pretendo tentar descobrir
Porque é mais forte quem sabe mentir
Não quero lembrar que eu minto também.
Renato Russo.

Na dúvida, faça cara de paisagem. Contudo, cuidado, muito cuidado com o teu olhar.
Talvez um ator minta com um olhar, talvez.
Para os menos avisados.
Para os ingênuos de plantão.
Para as crianças jamais, crianças confiam nos seus instintos - pode-se enganar uma criança, mas aí os efeitos serão devastadores, assunto para outro post.
Penso que existe dentro de todos nós animais que vivem farejando uns aos outros, procurando os sinais não verbais, aqueles que mostram quem somos realmente.
Tal atitude em última análise é apenas defesa, nada mais do que isto.
Instinto de sobrevivência, pois que nunca se sabe quando vem um ataque.
E nem sempre estamos preparados para uma agressão verbal ainda que em tempos de pessoas muito agressivas.
Para tanto, para convivermos na sociedade pouco acolhedora, sugiro baixar a guarda com os devidos cuidados.
Não perder o que cada um tem de ternura e maciez na alma.
O mundo já tem espinhos demais.
Sejamos acolhedores, macios, quentes e ternos para com os outros.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O lado bom da vida.

O sentido da vida.

A arte de ser feliz.