Ano Novo, vida nova?


O que eu quero dizer para o ano novo é que se dependesse de comer lentilha, pular as 7 ondinhas, usar cuecas amarelas ou calcinha sei lá de que cor, comer leitão e não galinha porque cisca pra trás, dente de alho, galho de arruda, sal grosso, e banho de descarrego, o Brasil seria um paraíso. Não é. O que eu quero dizer é que ano que vem vou continuar lutando que é o que tenho e com o que conto. De resto, que cada um seja feliz com suas crenças e seu jeitinho especial de ser e viver. Feliz ano novo!! Ah, amor nunca é demais, ame além da conta! <3

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O lado bom da vida.

O sentido da vida.

A arte de ser feliz.