Intolerável liberdade.

A rua era sua casa, a solidão companheira, a fome, algoz a corroer entranhas vazias de tudo aquilo que um homem pode desejar. Nada tinha a perder, apenas sua intolerável liberdade. 


Jeanne Geyer

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O lado bom da vida.

O sentido da vida.

A arte de ser feliz.