Homenagem ás mulheres pelo dia internacional da mulher 8 de março.

Muitas homenagens elevando a autoestima das mulheres no sentido de que: você pode ser quem quiser, mulheres podem tudo, mulheres estão se empoderando, mulheres ocupam cargos antes só ocupados por homens. Não caia na conversinha da imprensa e algumas pessoas bem intencionadas. Na real mesmo nada é o que parece ser. Nada. Uma mulher sem um homem que é meu caso tem que se impor todos os dias, e conto com a "sorte" de ser branca, hétero e classe média. Aos vinte e poucos anos fui mulher desquitada no interior.
Não, ninguém pode imaginar o que significou, ninguém.
E era uma princesa infantil e inocente, mas a imaginação popular viu tudo, menos quem eu era de fato, só os que me conheceram passaram a me admirar.
Ousei ser eu mesma antes de conhecer o feminismo.
Ousei assumir a minha bipolaridade.
Criei dois filhos sozinha por motivos que não cabe explicar.
Não sei se me julgam, e não me importa saber, porque sempre me banquei, e isso me custou caro.
Abri mão de fazer um papel social em nome da minha liberdade, o preço eu pago todos os dias, mas ser livre não tem preço.
Por tudo isso acho que posso falar a você mulher de qualquer classe social, cor ou gênero, que você pode lutar pelos teus direitos como ser humano, inserida na sociedade, sem aceitar violências ou piadinhas machistas, sem deixar-se humilhar.
Você pode fazer o seu caminho como eu fiz ou agregar-se com outras para ter mais força, mas não desista de ti, não desista dos teus sonhos, e principalmente, não aceite que te tratem como um ser menor, que precisa ser protegido de um lado, e não participante de cargos de chefia por outro pelo simples fato de ser mulher.
Seja quem você é esse é o teu destino e tua função na sociedade.

Meu beijo no coração em todas as mulheres que aprenderam a lutar por si e pelos seus. 💋💖💋💖💕💜💛


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O lado bom da vida.

O sentido da vida.

A arte de ser feliz.